FORA DA CARIDADE NÃO HÁ SALVAÇÃO

Despedida de Tio Nilson da Mansão do Caminho

O cemitério Bosque da Paz, situado no generoso solo baiano e próximo à Mansão do Caminho, recebeu os restos mortais de Tio Nilson, quase ao final da tarde deste 21 de novembro. Um filho querido desse Estado, caracterizado pela simplicidade e aureolado pelo fulgor dos idealistas que se imolam em laborioso dinamismo, na ação edificante que empreendem.


Um imenso grupo de amigos, filhos, dirigentes, funcionários, voluntários e frequentadores do Centro Espírita Caminho da Redenção / Mansão do Caminho, em caravana de amor e gratidão, despediu-se do nobre Nilson de Souza Pereira, o querido e amado, gentil e carismático, Tio Nilson, que a todos nos acolhia com a sua bondade, gentileza, sorriso franco e aberto, abraço carinhoso e, sempre, com palavras elucidativas e orientadoras.


Foi-nos o farol e o esteio, junto com o companheiro Divaldo Pere ira Franco, ao longo desses 66 anos da existência desta nobre Instituição, tendo sido seu humilde, discreto, firme e hábil Presidente por 64 anos. Simples como ele, foi à cerimônia de sepultamento de seu corpo, às 16h30, permeada de leituras das mensagens edificantes da querida benfeitora Joanna de Ângelis, psicografadas pelo dileto amigo-irmão, Divaldo Franco, preces e singelas considerações a respeito de tão querida personalidade.


Estiveram representadas a Federação Espírita do Estado da Bahia, na pessoa de seu Presidente, André Luiz Peixinho, a Federação Espírita Brasileira, ali representada por João Rabelo, além de diversas representações de Centros Espíritas de Salvador, que teceram comentários emocionantes a respeito do querido Tio Nilson. A cerimônia foi encerrada com comovida prece proferida pelo atual Presidente do Centro Espírita Caminho da Redenção, Demétrio Ataíd e Lisboa e pelos filhos saudosos, que em uníssono, oraram em voz alta a Prece de Cáritas, homenageando ao pai amoroso que se despediu de nossos olhos materiais, mas que para sempre será lembrado pelas suas ações, ideias, comentários e maneira de ser, como exemplo ímpar a ser seguido, que nunca deixou-se corromper pelas vaidades humanas, legando-nos um grandioso testemunho de amor ao semelhante. Receba, Tio Nilson, nosso reconhecimento ao regarmos o solo sagrado com o pranto das lágrimas saudosas do nosso amor, numa expressão singela com que lhe homenageamos, cercado pelos depoimentos ditados espontaneamente pelos seus filhos e amigos, a traduzirem suaves emoções e queridas evocações dos momentos especiais em sua gratificante convivência, nosso pai, amigo, companheiro, administrador atento e operoso, e Espírita exemplar.


Voe livre, Tio Nilson, por merecimento, após a trajetória de lutas e redenção, de sacrifícios e abnegação. Que os queridos amores do Além possam aninhá-lo nos braços, com afeto e dedicação, ante um breve despertar na Grande Pátria. A sua lembrança será o culto das nossas vidas.


Texto: Telma Sarraf e Delcio Carvalho

José Medrado - Editorial

Cristina Barude - Psicografia

Eventos

Auxílio Espírita

Colunistas

Artigos relacionados

Ainda no espiritismo os agêneres com as suas variantes congêneres

Leave review
Por causa de dúvidas sobre os agêneres entre leitores desta coluna de O TEM...
Leia mais

Liberdade! Liberdade! Abre as asas sobre nós - 23/07/18

Leave review
Entendo que arte é tudo aquilo que nasce da livre manifestação da criação h...
Leia mais

Mergulho nas profundezas de si mesmo - Psicografada em 25/10/18

Leave review
O encontro consigo mesmo é uma das maiores e mais fascinantes aventuras! Co...
Leia mais

Cultivo do Ódio - 10/09/2018

Leave review
A psicologia social afirma que o ódio está para os seres humanos, da mesma ...
Leia mais