FORA DA CARIDADE NÃO HÁ SALVAÇÃO

É de doer! - 16/07/18


A jornalista do BNews, Caroline Gois, em oportuna matéria-denúncia, sob o título: “Nota premiada: após seis meses da campanha, nenhuma das 437 instituições sociais inscritas recebeu o repasse prometido pelo Governo“ faz um trabalho de levantamento de dados que impressionam pelos números, mas, principalmente, pela inadimplência do Governo do Estado junto às instituições que promovem o bem social em nossa Bahia. Não pude ficar silente, ao ler a matéria, inclusive, mais de uma vez, para ter certeza do que lia.


Mesmo diante de toda a sorte de enrolação-justificativa que a SEFAZ, por sua assessoria de comunicação (sic), lançou mão, o que mais me traz indignação, permissa vênia, é a desfaçatez da informação colhida pela jornalista, ipsis litteris: “Questionada sobre o motivo do atraso nos pagamentos que devem ocorrer a cada quatros meses, a Sefaz justificou que foi dado um prazo maior para que instituições que têm pendência documentais pudessem se regularizar.”. Sim, e as instituições que estão absolutamente regulares, por que não receberam? Pessoalmente, respondo por uma dessas. Como, de fato, é bom, diria meu pai: “nada dever a ninguém, paa andar de cabeça erguida.”, pois só assim temos como falar a verdade, sem a preocupação de sermos confrontados.


Outro ponto que não pude silenciar: a SEFAZ questionada com “relação às pequenas instituições que podem não ser beneficiadas neste novo modelo de leitura das notas fiscais”, responde que “discorda e afirma que cada instituição passou a ter a sua própria urna digital, inteiramente online. Isso é especialmente benéfico para as pequenas instituições, que podem ser apoiadas por pessoas de todo o Estado, sem restrições territoriais e financeiras.”. É muita falácia junta, vemos a um exemplo simples, didaticamente, reafirmo: uma creche de um bairro pobre afastado, que antes as mães das crianças iam na padaria, no supermercado coletando notas, agora precisam se cadastrar com o CPF e dá-lo em cada compra. Desafio a SEFAZ a pesquisar quantas conseguirão fazê-lo da mesma forma que colhendo nota.


Ora, qualquer instituição que tenha um acesso a uma camada social mais aquinhoada financeiramente acessará mais fácil um maior volume de compra, logo a mais NF, ou não? A quantidade de compra de um morador de comunidade mais pobre será a mesma que de um outro em bairro de maior renda? Está vendo que a análise é simples. Ademais, qual o grau de divulgação que uma creche dessas fora do centro terá para que pessoas do Estado todo doe sua nota. Poupe-me...

O fato é que o Governo do Estado não está honrando seus compromissos com o programa de educação tributária com a instituições filantrópicas e religiosas, e não assume. Simples assim.


Entre as instituições regulares, 102 não alcançaram o valor mínimo previsto pelo regulamento do programa para fazer jus ao prêmio, e irão acumular as notas recebidas para a próxima etapa.


Outras 214 instituições inscritas no Sua Nota é um Show de Solidariedade não comprovaram regularidade junto ao INSS e ao FGTS, a despeito de duas prorrogações de prazo para o cumprimento dessa exigência.


Até se regularizarem, essas instituições estão classificadas como inativas no programa, não podendo participar, assim, da distribuição dos prêmios quadrimestrais de R$ 3 milhões, explicou a Sefaz.


José Medrado

Líder espírita, fundador da Cidade da Luz, palestrante espírita e mestre em Família pela UCSal.

José Medrado - Editorial

Cristina Barude - Psicografia

Eventos

Auxílio Espírita

Colunistas

Artigos relacionados

Outrora, ser Papa era uma satisfação, hoje, pode ser uma aflição!

No passado, ser papa era bem mais fácil do que hoje. Isso porque as pessoas...
Leia Mais

Mergulho nas profundezas de si mesmo - Psicografada em 25/10/18

O encontro consigo mesmo é uma das maiores e mais fascinantes aventuras! Co...
Leia Mais

Gentileza sem cor - 26/11/18

Marisa Montes em sua música, Gentileza, inicia dizendo que “Apagaram tudo//...
Leia Mais

Massa de manobra - 04/06/18

Nesta manhã de segunda-feira (4), lendo aqui no BNews a manifestação de Líd...
Leia Mais