FORA DA CARIDADE NÃO HÁ SALVAÇÃO

Lavagem do Bonfim e intolerância - 21/01/19

Hoje, dia Nacional de Combate a Intolerância Religiosa, que, em verdade, é um grito, um brado de conscientização, de tomada de decisão da sociedade para o indispensável respeito a todos que buscam nas suas religiões, sejam quais forem, um sentido de existir, de consolo, de amparo, uma vez que o encontro do sagrado não tem um único caminho, em face da afinidade de conteúdo, de prática, de conceitos e princípio que as religiões oferecem. Respeito é a senha, simples assim. Respeito não significa abraçar o que as religiões, diferentemente da minha, pregam, mas em aceitar o que elas preguem e os seus seguidores aceitam. 


Sem sombra de dúvidas as religiões de matrizes africanas são as que mais sofrem perseguição e os seus sacerdotes e adeptos são mais hostilizados. Pude, no entanto, vendo imagens da beleza da festa que é a Lavagem do Bonfim, onde milhares de pessoas fizeram o seu cortejo e no alto da colina buscavam um pouco da água de cheiro das baianas, adeptas do candomblé, a me perguntar: onde estão estas milhares de pessoas, quando o Candomblé é atacado? Ali estão querendo a bênção dos seus adeptos, mas depois esquecem? Fingem que não são com eles? E por que vão em busca da água de cheiro? 


A Lavagem do Bonfim é festa nascida no Candomblé, e até muito tempo era rejeitada pela própria Igreja Católica, que hoje, ainda bem, faz parte da efeméride.

Que neste 21 de janeiro sejamos mais cidadãos, respeitando e fazendo respeitar, pela democracia que vivemos, as escolhas lícitas e verdadeiras de todos que busquem a religião que não necessariamente seja a minha.


*José Medrado é líder espírita, fundador da Cidade da Luz, palestrante espírita e mestre em Família pela UCSal. Escreve para o BNews às segundas-feiras.

José Medrado - Editorial

Cristina Barude - Psicografia

Eventos

Auxílio Espírita

Colunistas

Artigos relacionados

Mergulho nas profundezas de si mesmo - Psicografada em 25/10/18

O encontro consigo mesmo é uma das maiores e mais fascinantes aventuras! Co...
Leia Mais

Outrora, ser Papa era uma satisfação, hoje, pode ser uma aflição!

No passado, ser papa era bem mais fácil do que hoje. Isso porque as pessoas...
Leia Mais

Gentileza sem cor - 26/11/18

Marisa Montes em sua música, Gentileza, inicia dizendo que “Apagaram tudo//...
Leia Mais

O futuro todos serão bem-aventurados ou bem felizes

Numa coluna anterior, abordei Deus. E disse que os teólogos usam muito a fr...
Leia Mais