FORA DA CARIDADE NÃO HÁ SALVAÇÃO

Te encontrei Senhor


Espírito: Amadeu Bueno

Médium: Maria Sílvia

Psicografado: Em 14/08/2013 - Associação Espírita Pão e Luz - Camaçari - Bahia.


Te encontrei Senhor


Um dia despertei e encontrei um ser sofrido e amargo. A consciência, esta soberana juíza, detinha-se a acusar-me de delitos tenebrosos do qual buscava esquivar-me aos tropeços.


Mas, vigilante e pertinaz a sua toga negra me perseguia e me arrastava para o espelho da verdade. E eu me consumia buscando fechar os olhos na tentativa vã de enganar a mim mesmo.


Via-me então a correr como louco na escuridão que se constituía em companheira. Solucei muitas vezes pedindo clemência àquela que me acusava cruelmente. Como fugir dela? Como enganá-la e fugir à sua presença que me consumia e me aniquilava? Já não tinhas forças para me esconder, não havia lugar em que ela não se encontrasse! Então vencido, fraco e derrotado eu lhe perguntei; Que queres de mim tirana cruel? Que esperas que eu faça a não ser dar-me por vencido à tua força e ao teu poder. Ajoelhei naquele lugar úmido e frio e o tribunal de minha consciência então deliberou!


Era o fim, entregara os pontos, já não cabia mais a mim fugir. Extinguia-me em tristeza tal, que cabisbaixo, envolvido nas amarras da juíza pertinaz, eu pedi: Quero dormir, quero descansar, pois já não sei onde me encontro e a vontade que tenho é de esquecer de mim mesmo, para não mais sentir-te a presença. Lembrei-me então daquele domingo em baixo das laranjeiras do quintal, as árvores frondosas e o cheirinho das mangas amadurecidas que não resistindo ao tempo, caíram e misturavam-se às folhas marrons e verdes. Sentia novamente aquele cheiro gostoso e parecia que aquela aragem envolvia os meus cabelos esmaecidos e maltratados. Senti o cheiro da Terra, da mãe generosa e farta, e nos braços dela adormeci sentindo o seu calor que me acolhia e me aceitava.


Hoje desperto, encaro na juíza que me acompanha a amiga e conselheira. Mais consciente do quanto recebi e do quanto devo, quero agradecer-te Senhor, por não ter desistido de mim, o filho ingrato e alheio.


Amadeu Bueno
14/08/2013

José Medrado - Editorial

Cristina Barude - Psicografia

Eventos

Auxílio Espírita

Colunistas

Artigos relacionados

Mergulho nas profundezas de si mesmo - Psicografada em 25/10/18

O encontro consigo mesmo é uma das maiores e mais fascinantes aventuras! Co...
Leia Mais

Gentileza sem cor - 26/11/18

Marisa Montes em sua música, Gentileza, inicia dizendo que “Apagaram tudo//...
Leia Mais

Outrora, ser Papa era uma satisfação, hoje, pode ser uma aflição!

No passado, ser papa era bem mais fácil do que hoje. Isso porque as pessoas...
Leia Mais

Massa de manobra - 04/06/18

Nesta manhã de segunda-feira (4), lendo aqui no BNews a manifestação de Líd...
Leia Mais