FORA DA CARIDADE NÃO HÁ SALVAÇÃO

Dar-se - Psicografado em 15/05/16


Espírito: André

Médium: Maria Sílvia

Psicografado: Em 15/05/2016 - Associação Espírita Pão e Luz - Camaçari - Bahia.


DAR-SE


Segue a criatura humana da Terra entre labirintos de incertezas e dor. Proprietária de grande patrimônio que jaz em si, não entende que toda a possibilidade de transformação requer apenas o desenrolar dos valores, que em estado latente faz parte da sua esfera espiritual.


As oportunidades que lhe surgem à maneira de pequenos gestos, não é percebida. Amealham-se bens transitórios que lhe deixa a alma vazia e ela continua a caminhar como que envolvida em tênue véu chamado de ilusão.


Confrangida, a alma luta pela libertação.


Avassalador no entanto, são os momentos que a impulsionam cada vez mais às injunções de caráter passageiro e sem valor real. Seus questionamentos não se aprofundam o suficiente, e ela continua sem achar a resposta que vige o tempo todo em si mesma. Colocada à mercê da indiferença, a ternura escasseia no círculo humano dos sentimentos.


Lembramos neste momento o Poverello de Assis, sua doce energia, sua ternura, que trazia até seu coração, os seres da Terra, da água e do ar como que fascinados pelo seu enorme cabedal de verdadeiro amor!


Ele não tinha nada, e continha tudo! Era o universo real, palpitante e claro de todos os sentimentos humanos elevados à categoria de virtudes.


Há em todos um Francisco! Ele deseja a simplicidade dos pequenos gestos de amor, a solidariedades dos momentos de dor e incertezas, a indulgência das deficiências humanas, a tolerância da indigência moral, a compreensão da injustiça social.


O Mestre que o amou, ama a todos nós, e nos consagra imensa Ternura. Ele nos pede apenas o mergulho interior para encontrarmos o nosso Francisco, e iniciarmos a construção do reino de Deus dentro de nós.


Damasco há muito se apresentou para nós, e Jesus de braços estendidos, nos espera as boas obras.


Vários são aqueles que necessitam de nós! “Eu vos envio como cordeiros ao covil de lobos!”


Dar-se compreendendo, tolerando, perdoando, rogando, erguendo!

Dar-se, não julgando, aliviando, sustendo e amando.

“Pedro tu me amas?”
”Sim Mestre, eu te amo!”
”Se me amas Pedro, apascenta as minhas ovelhas!”


André
15/05/2016

José Medrado - Editorial

Cristina Barude - Psicografia

Eventos

Auxílio Espírita

Colunistas

Artigos relacionados

Mergulho nas profundezas de si mesmo - Psicografada em 25/10/18

O encontro consigo mesmo é uma das maiores e mais fascinantes aventuras! Co...
Leia Mais

Gentileza sem cor - 26/11/18

Marisa Montes em sua música, Gentileza, inicia dizendo que “Apagaram tudo//...
Leia Mais

Outrora, ser Papa era uma satisfação, hoje, pode ser uma aflição!

No passado, ser papa era bem mais fácil do que hoje. Isso porque as pessoas...
Leia Mais

O futuro todos serão bem-aventurados ou bem felizes

Numa coluna anterior, abordei Deus. E disse que os teólogos usam muito a fr...
Leia Mais