FORA DA CARIDADE NÃO HÁ SALVAÇÃO

Dar-se - Psicografado em 15/05/16


Espírito: André

Médium: Maria Sílvia

Psicografado: Em 15/05/2016 - Associação Espírita Pão e Luz - Camaçari - Bahia.


DAR-SE


Segue a criatura humana da Terra entre labirintos de incertezas e dor. Proprietária de grande patrimônio que jaz em si, não entende que toda a possibilidade de transformação requer apenas o desenrolar dos valores, que em estado latente faz parte da sua esfera espiritual.


As oportunidades que lhe surgem à maneira de pequenos gestos, não é percebida. Amealham-se bens transitórios que lhe deixa a alma vazia e ela continua a caminhar como que envolvida em tênue véu chamado de ilusão.


Confrangida, a alma luta pela libertação.


Avassalador no entanto, são os momentos que a impulsionam cada vez mais às injunções de caráter passageiro e sem valor real. Seus questionamentos não se aprofundam o suficiente, e ela continua sem achar a resposta que vige o tempo todo em si mesma. Colocada à mercê da indiferença, a ternura escasseia no círculo humano dos sentimentos.


Lembramos neste momento o Poverello de Assis, sua doce energia, sua ternura, que trazia até seu coração, os seres da Terra, da água e do ar como que fascinados pelo seu enorme cabedal de verdadeiro amor!


Ele não tinha nada, e continha tudo! Era o universo real, palpitante e claro de todos os sentimentos humanos elevados à categoria de virtudes.


Há em todos um Francisco! Ele deseja a simplicidade dos pequenos gestos de amor, a solidariedades dos momentos de dor e incertezas, a indulgência das deficiências humanas, a tolerância da indigência moral, a compreensão da injustiça social.


O Mestre que o amou, ama a todos nós, e nos consagra imensa Ternura. Ele nos pede apenas o mergulho interior para encontrarmos o nosso Francisco, e iniciarmos a construção do reino de Deus dentro de nós.


Damasco há muito se apresentou para nós, e Jesus de braços estendidos, nos espera as boas obras.


Vários são aqueles que necessitam de nós! “Eu vos envio como cordeiros ao covil de lobos!”


Dar-se compreendendo, tolerando, perdoando, rogando, erguendo!

Dar-se, não julgando, aliviando, sustendo e amando.

“Pedro tu me amas?”
”Sim Mestre, eu te amo!”
”Se me amas Pedro, apascenta as minhas ovelhas!”


André
15/05/2016

José Medrado - Editorial

Cristina Barude - Psicografia

Eventos

Auxílio Espírita

Colunistas

Artigos relacionados

Ainda no espiritismo os agêneres com as suas variantes congêneres

Leave review
Por causa de dúvidas sobre os agêneres entre leitores desta coluna de O TEM...
Leia mais

Liberdade! Liberdade! Abre as asas sobre nós - 23/07/18

Leave review
Entendo que arte é tudo aquilo que nasce da livre manifestação da criação h...
Leia mais

Mergulho nas profundezas de si mesmo - Psicografada em 25/10/18

Leave review
O encontro consigo mesmo é uma das maiores e mais fascinantes aventuras! Co...
Leia mais

Cultivo do Ódio - 10/09/2018

Leave review
A psicologia social afirma que o ódio está para os seres humanos, da mesma ...
Leia mais